sábado, março 17, 2007

Conhecer o que amamos

Foto de Manuela Afonso

“ Uma criança aprende uma lição de Geografia para ter uma boa nota, ou para obedecer a ordens recebidas, ou para dar prazer aos pais, ou porque sente poesia nos longínquos países e nos seus nomes. Se nenhum destes motivos existe, não aprende a lição. Se num determinado momento ignora qual é a capital do Brasil e, se no momento seguinte a aprende, tem mais um conhecimento. Mas não está mais próximo da realidade do que estava antes. A aquisição de um conhecimento pode, em alguns casos, aproximar da verdade, mas noutros não aproxima nada. Como discernir os casos?Se um homem surpreende a mulher que ele ama e em que depositou toda a confiança, em flagrante delito de infidelidade, entra em contacto brutal com a verdade. Se sabe que uma mulher que não conhece, da qual escuta pela primeira vez o nome, numa cidade de que nunca ouviu falar, enganou o seu marido, isso não modifica de forma nenhuma a sua relação com a verdade.Este exemplo fornece a chave. A aquisição de conhecimentos aproxima da verdade quando se trata daquilo que amamos, e em nenhum outro caso.”
Simone Weil, Enraízamento
Tradução Helena Serrão

Nenhum comentário: