quinta-feira, outubro 09, 2014

O homem do momento.



"Teria misturado os papéis, como num jogo de cartas, e tê-los-ia espalhado sobre a mesa. É então esta  a minha vida presente? Tudo se limitava, para mim, neste momento, a uma vintena de nomes e moradas avulsos dos quais eu era a única ligação. E porquê estes e não outros? Que tenho eu de comum com estes nomes e lugares? Encontrava-me num sonho onde se sabe que,assim de um momento para o outro, não se pode acordar quando os perigos nos ameaçam. Se quisesse, abandonaria a mesa e tudo se diluiria, tudo desapareceria no nada. Não restaria senão uma mala de folha de Flandres e alguns recados em papel onde estavam rabiscados alguns nomes e lugares que já não faziam sentido para ninguém."

Patrick Modiano, Du plus loin de l'oubli

helena serrão tradução livre

Nenhum comentário: